Prefeitura de Mongaguá é a única da região a negar Vacina H1N1 aos Correios.

0
CARTEIRO

A Prefeitura de Mongaguá foi a única da Baixada Santista a não atender o pedido realizado pelo SINTECTSANTOS, que representa os trabalhadores dos Correios, para o fornecimento de vacinas H1N1 aos carteiros e demais funcionários.

Através do ofício 025/2020, a entidade solicitou que a vacina fosse aplicada aos funcionários que atuam em toda a região, tendo em vista o serviço essencial que eles prestam à sociedade. Cada prefeitura recebeu uma cópia do mesmo. Em Mongaguá, o ofício foi recebido diretamente pela Diretoria Municipal de Saúde.

Em resposta ao pedido, a Diretoria informou que não era possível atender a demanda devido ao número restrito de doses disponíveis e que as mesmas seriam disponibilizadas aos públicos-alvo da Campanha Nacional de Vacinação.

Há que ressaltar que todos as cidades receberam a mesma solicitação, mas Mongaguá foi a única que apresentou justificativas para o não atendimento.

De acordo com informações, apenas 30 (trinta) vacinas seriam necessárias.

Considero inconcebível uma Prefeitura não ter condições de atender um pedido tão simples como esse, ainda mais para trabalhadores que realizam um serviço de extrema importância para toda a população.

Abaixo encontram-se as cópias dos documentos:

Ofício encaminhado à Prefeitura pelo SINTECTSANTOS.

Ofício SINTECSANTOS

Ofício SINTECSANTOS

Ofício em resposta enviado pela Diretoria Municipal de Saúde.

Ofício Prefeitura de Mongaguá

Ofício Prefeitura de Mongaguá

 

Comentários

Comentários

Correios

Sobre o Autor

Prof. Alex

Alex Marcelo é vereador da Estância Balneária de Mongaguá e professor da Escola Técnica Estadual.

Nenhum comentário